Blog

Fique por dentro das últimas novidades dos Hotéis Dom Rafael.
24 nov

Santa Maria terá hotel sustentável

O turismo de Santa Maria receberá um vultoso investimento. Na verdade, já está recebendo, pois a obra do Hotel Dom Rafael Premium, na Rua Ernesto Beck, começou na última semana. O valor de R$ 10 milhões será aplicado na construção da nova opção de acomodação na cidade, tendo como diferencial a sustentabilidade. Desde a idealização do projeto, há três anos, a família D’Império decidiu que o seu quarto hotel seguirá as regras de eficiência energética do Inmetro, reaproveitando a água da chuva e usando aquecimento solar nos chuveiros.

A previsão de conclusão da obra, que está sendo feita pela construtora BK, também de Santa Maria, é de18 meses. Se tudo correr conforme a previsão, em maio de 2016 os visitantes já poderão se hospedar no novo Dom Rafael.
– Com esse investimento, ampliamos a nossa capacidade para 250 apartamentos na cidade. E também alargamos o rol de clientes para um público que deseja mais conforto – diz o sócio-gerente dos Hotéis Dom Rafael, José Rafael D’Império.
– A hotelaria mudou muito de lá para cá, e fomos nos adaptando, mas chegamos a um limite. Para dar o conforto que os nossos clientes merecem, só com um novo empreendimento – afirma o sócio-diretor, Rafael D’Império.

No centro histórico

Quando o quarto hotel estiver pronto, a empresa poderá receber clientes que paguem de R$ 70 a R$ 170. Atualmente, a rede já tem Dom Rafael Express, Dom Rafael Executivo e Centro de Eventos Dom Rafael, este, reinaugurado em janeiro deste ano, quando a empresa assumiu a administração do antigo Centro Marista de Eventos, no Cerrito. Os dois primeiros ficam na Avenida Rio Branco, a menos de uma quadra de onde está o terreno em obras do novo empreendimento.
– Nós queremos valorizar essa região, que foi onde começamos, há 40 anos, e onde a própria cidade se originou. Com a revitalização da Rio Branco e as mudanças que o bairro vem ganhando, com novas construções, bastante motivadas pela expansão do Centro Universitário Franciscano, é nosso dever permanecer na região – explica José Rafael.

Por causa do zoneamento do plano diretor de Santa Maria, o hotel pode ter até seis andares. A tramitação dos projetos na prefeitura durou praticamente um ano. Ainda somando as vastas exigências do Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES), origem do financiamento que a empresa fez junto à Caixa, foram mais de três anos desde a decisão pelo investimento até a autorização para o início das obras.

O NOSSO TURISMO

A decisão de construir mais um hotel partiu da demanda que Santa Maria oferece, ou seja, é grande o número de turistas que vêm à cidade e procuram hospedagem. Outro sinal do potencial de mercado são outros investimentos que vêm sendo feitos ou já foram anunciados, como o Hotel Fazenda Pampas e o interesse de redes como Linx e Laghetto. A grande questão é que há vários tipos de turismo, e não apenas o de lazer:
– As pessoas, quando falam em turista, só pensam em quem está em férias. Mas Santa Maria tem, durante os dias úteis, uma boa ocupação nos hotéis, por causa dos eventos e negócios, além do turismo religioso, que trazem pessoas para cá – explica Rafael D’Império.

O empresário exemplifica o caso de Gramado, um dos principais destinos turísticos do Estado, que teve de se remodelar para que os hotéis não ficassem vazios durante cinco dias da semana, lotando apenas aos sábados e domingos. A cidade começou a atrair eventos, como congressos científicos.
– Nós acreditamos que a UFSM e o Centro Universitário Franciscano continuarão atraindo visitantes para a cidade com suas feiras, encontros e reuniões, assim como o centro de eventos da Cacism e o que está em construção no campus – afirma José Rafael D’Império.

O Hotel Fazenda Pampas, anunciado em 2012 e com previsão de inauguração para maio do ano que vem, deverá ter, no total, quase 400 acomodações, entre os apartamentos e o hostel. Nos últimos meses, foram anunciados dois possíveis investimentos de redes de fora da cidade: um hotel do tipo executivo com a bandeira Linx, da rede GJP Hotels & Resorts. A rede Laghetto confirmou que pode ser o hotel previsto para ser construído na ampliação do Royal Plaza Shopping, acima das lojas.

FICHA TÉCNICA

Veja como será o Hotel Dom Rafael Premium:
– Investimento da ordem de R$ 10 milhões, financiados pelo BNDES
– Previsão de conclusão da obra para maio de 2016
– Padrão de conforto mais elevado do que os outros três hotéis da família na cidade
– 76 apartamentos
– 2 salas para eventos
– Restaurante
– Estacionamento próprio
– Valor da diária de até R$ 170
– Para atender os hóspedes, devem ser contratadas entre 50 e 60 pessoas, dobrando o número de funcionários da rede

Padrão de hotel sustentável, conforme as regras do Inmetro, que incluem:
– Aproveitamento da água da chuva
– Aquecimento solar dos chuveiros
– Descargas com água reutilizada
– Iluminação com lâmpadas de led
– Aparelhos de ar-condicionado do tipo inverter, que consomem em média 35% menos energia elétrica

Fonte: Diário de Santa Maria.

Deixar uma resposta